Insanidade Brutal

Por Kássia Rocha

A que ponto será necessário chegar, procura-se um culpado e não uma solução ou atenção aos plantios da erva daninha que prolifera nos corações dos semeadores quanto a quem colhe os frutos insanos efervescidos brutalmente!

A revolta ecoa nesta terra, sobre as crianças que desde pequenas se abstém do mundo real criando-se um mundo paralelo, e este mundo do qual adentram é perigoso, com reações crescentes e sucessivas, as pessoas estão cada vez mais voltadas a si, a seus interesses.

Hoje o coração não precisa doer e sim estabelecer igualdade, a devida atenção a quem precisa, observe minuciosamente - não julgue - façamos nossa parte, eduquemos e moralizamos nossos filhos que serão o futuro do país e de seus acontecimentos - que sejam Bons – são vastos os sentimentos e rancores que se criam dentro das pessoas, então que se ampliem providências físicas mentais aos seres carentes!

Não vou coletar tristezas e amarguras e sentenciar atos requer-se muito mais do que o passado entorpecido, que seja o futuro sem maus tratos, partindo de cada um de nós, em nossa voz, ação e dever.

Vamos povo da ultima esperança enxugue suas lágrimas limpe seu coração, receba os pequeninos e ofereça-lhes seu carinho (cuide, zele e eduque) antes que se cresça e enraíze em seu coração a condenação.

E deixo meu recado; já passou da hora de estabelecer ordem, precisamos ser tratados como semelhantes, não direciono somente as autoridades e/ou “encarregados” da mesma, mais a você que pode contribuir até ao que não cabe a sua alçada. A união social favorece a vida! 

0 comentários:

Postar um comentário