VASCULHANDO O MEU PASSADO.

Autor Nailo Vilela.

Vasculhando o meu passado,
Da minha memória retirei,
Num papel fui rascunhando,
As coisas que ainda encontrei.

Vasculhando o meu passado,
Quanta coisa já tinha esquecido,
E fui fazendo uma faxina,
E encontrando nos meus perdidos.

Vasculhando o meu passado,
Encontrei coisas muito interessantes,
Descobri um antigo retrato de mulher,
Já desbotado sobre um velho estante.

Vasculhando o meu passado,
Comecei tristemente pestanejar,
Dos meus olhos correram lagrimas,
Pois não consegui me segurar.

Vasculhando o meu passado,
Para mim foi gratificante,
Foi muito bom trazer de volta,
Momentos lindos e fascinantes.
Que estava bem longe, bem distante.
Nailo Vilela
Publicado no Recanto das Letras em 19/04/2011
Código do texto: T2918373

0 comentários:

Postar um comentário